Marcadores:

Na festa de Ibrahimovic, brasileiros comandam o baile do Milan


A festa foi completa para Zlatan Ibrahimovic e os mestres de cerimônia eram brasileiros. Com o sueco no San Siro, Alexandre Pato (duas vezes) e Thiago Silva marcaram na vitória do Milan por 4 a 0 sobre o Lecce neste domingo, pela primeira rodada do Campeonato Italiano, em um dia inspirado de Ronaldinho Gaúcho. Inzaghi fez o quarto.

Contratado no sábado após acerto com o Barcelona, Ibrahimovic chegou de manhã à Itália e viu o jogo na tribuna de honra ao lado de Silvio Berlusconi e Adriano Galliani. O ex-jogador de Juventus e Inter de Milão entrou no gramado, recebeu uma camisa sem número e foi ovacionado pela torcida. No San Siro, deve ter imaginado o que poderá fazer ao lado de Ronaldinho e Pato.

O camisa 80 teve grande atuação e comandou o Milan nos três gols logo no primeiro tempo. Já o ex-colorado começa a temporada mostrando que está com a pontaria afiada e motivado para seguir na Seleção de Mano Menezes.

- Jogamos sempre buscando os gols, em cima do adversário durante os 90 minutos. Precisávamos de uma estreia assim, mostrando um bom futebol e levando alegrias para nosso torcedor. Fui feliz no gol que marquei e confesso que estava atrás dele. Estamos no caminho certo, tenho esperança de que faremos uma grande temporada - disse Thiago Silva.

Aos 16 minutos, Ambrosini tocou para Pato pela direita da área, o camisa 7 dominou e bateu cruzado, sem defesa para Rosati. O 1 a 0 foi comemorado por Ibra na tribuna. Aos 21, Ronaldinho fez uma jogada linda: com um toquinho pelo alto, deixou Seedorf sozinho na área, mas o holandês chutou em cima da zaga.

O escanteio acabou originando o segundo gol do Milan. Ronaldinho cobrou, a bola foi disputada por vários jogadores dos dois times e acabou nos pés de Thiago Silva, que empurrou para o fundo da rede quase em cima da linha, aos 22.

Cinco minutos depois, um lance para encantar Ibra e a torcida do Milan. Ronaldinho arrancou pelo meio, olhou para um lado e tocou para o outro, achando Pato entre os zagueiros. O camisa 7 só teve trabalho para driblar o goleiro e marcar: 3 a 0.

No segundo tempo, o Milan ainda balançou a rede aos 15, com Borrielo, mas o árbtitro anulou dando impedimento. Logo em seguida, o atacante saiu para a entrada de Inzaghi. No primeiro lance, o camisa 9 tocou na saída do goleiro, por cima, e acertou a trave.

O quarto gol saiu aos 45: após jogada de Gattuso pela direita, a bola sobrou na marca do pênalti para Inzaghi chutar forte e fechar a goleada em 4 a 0 para os rubro-negros.

0 comentários:

Postar um comentário