Marcadores:

Liga dos Campeões (Quartas de Final): Bayern vence Olympique, e Gómez aproxima-se de Messi na artilharia

Com a motivação de jogar a final em casa, o Bayern de Munique foi à França para enfrentar o Olympique de Marselha, pela ida das quartas de final da Liga dos Campeões, e deixou a vaga nas semifinais encaminhada ao vencer por 2 a 0 com gols de Gomez e Robben. As duas equipes voltarão a se enfrentar na próxima terça-feira na Alemanha. Quem avançar, enfrentará o vencedor do duelo entre Real Madrid e Apoel.

O atacante Gómez, que havia sido poupado no fim de semana, abriu o placar e ficou na cola de Messi na briga pela artilharia da competição. O alemão tem 11 gols, e o argentino, 12. O meia Ribéry, que voltou a jogar no Vélodrome pela primeira vez desde que deixou o Olympique em 2007, foi vaiado sempre que tocava na bola.

A prioridade é a defesa

O Olympique quase conseguiu a vantagem logo aos seis minutos. Ayew cabeceou, e Neuer defendeu em cima da linha. No rebote, Rémy errou o gol e chutou na rede pelo lado de fora. Apesar da chance inicial, a equipe francesa não estava tão preocupada com o ataque. O meio de campo foi sacrificado para conter Ribéry e Robben - os volantes ajudavam os laterais na marcação das duas estrelas do Bayern, que pouco fizeram na primeira etapa.

Com os lados do campo congestionados, restou aos alemães apostar em alguma falha da defesa ou em chutes de longa distância. Foi assim o primeiro chute perigoso do Bayern. O brasileiro Luiz Gustavo, aos 14 minutos, arriscou de fora da área ao aproveitar rebote de escanteio, mas a bola passou por cima do gol.

Com o time voltado para a marcação, o ataque do Olympique acompanhava as ações de longe. Valbuena, responsável pela armação, mal era notado em campo, enquanto Rémy, único atacante do time, era uma pistola sem gatilho. O lateral Lahm teve que dar uma "ajudinha" para que a torcida local vibrasse. O capitão do Bayern levou a pior em disputa de corpo com Ayew, que chutou cruzado para fora aos 27 minutos.

Bayern tenta pressionar

A partir dos 30 minutos, o Bayern de Miunique partiu desesperadamente para o ataque. O Olympique ganhou generosos espaços para contra-atacar, mas os franceses não conseguiam levar a bola até o solitário Rémy, que finalmente teve sua chance aproveitando uma falha da defesa aos 41 minutos.

No fim do primeiro tempo, aos 44, a equipe de Marselha sofreu um golpe inesperado. O time estava no ataque quando Lahm, com um toque de mão, recuperou a posse de bola. Em poucos segundos a bola já estava no ataque. Lahm-Müller-Robben-Gómez e... gol do Bayern. O chute foi defensável, mas o goleiro Elinton Andrade aceitou. Gómez cheou ao 11º gol na Champions, ficando a apenas um de Messi, que é o artilheiro.

É vapt vupt!

Na segunda etapa, o Olympique tentou partir para o ataque e abriu mais espaços para o Bayern, que se descuidou na defesa e Boateng quase deu um presente para Rémy. O zagueiro estava sozinho com a bola e não quis recuar para o goleiro Neuer. O resultado só poderia ser uma lambança. Rémy ficou com a bola, mas chutou para fora.

Principal jogador bávaro, o camisa 10 Robben fez o segundo em um lance de incrível velocidade. Aos 24 minutos, o holandês tabelou com Müller e recebeu chutando colocado no canto. Quando a defesa francesa entendeu o que estava acontecendo, o time alemão já estava comemorando o gol.

0 comentários:

Postar um comentário