Marcadores:

Em conversa com torcedores, vice de futebol diz sobre R10: 'Está afastado'

Ronaldinho Gaúcho está afastado do Flamengo. Essa foi a declaração dada pelo vice-presidente de futebol, Paulo Cesar Coutinho, a torcedores que foram pedir explicações sobre a ausência do camisa 10. A conversa com o dirigente registrada em vídeo aconteceu na porta do hotel onde o time está hospedado em Teresina, para o amistoso desta quinta-feira contra a seleção do Piauí. Um dos torcedores registrou o diálogo que aconteceu já na madrugada desta quinta, por volta de 2h. O afastamento, segundo Coutinho, deu-se pelo fato de o camisa 10 não ter dado satisfação por não ter embarcado com o grupo.

- Se ele ligasse: “Coutinho, estou mal de cabeça pelo caso da minha mãe”. Eu iria falar: “Pode segurar a onda”. Agora, não aparecer e não dar nenhuma satisfação?!

Um torcedor, então, diz:

- Acho que ele tem que ser afastado.

Coutinho, que momentos antes havia falado com Patricia Amorim no celular, responde:

- Acabei de falar com a presidente do Flamengo. Já está afastado. Patricia pediu para se desculpar com o povo do Piauí.

O vice de futebol segue o diálogo com o grupo de torcedores:

- Eu achei que ele poderia não vir por causa do problema com a mãe dele. Mas nem atendeu o telefone, nem ligou.

Quando um torcedor fala sobre uma suposta guerra entre Ronaldinho e Flamengo, Coutinho afirma:

- Quem você acha que vai ganhar? O Flamengo tem 100 anos. O Ronaldinho não joga porra nenhuma.

Ao surgir o nome de Joel, Coutinho diz:

- O Joel não está na discussão. Está chateado com que o Ronaldo fez também. Deixa ele fora dessa briga.

Por fim, Coutinho pede licença ao grupo com a alegação:

- Pessoal, ainda tenho que conversar com o Zinho para resolver justamente isso (sobre afastamento de Ronaldinho).

Ronaldinho passou dois dias em Porto Alegre para acompanhar a recuperação da mãe, dona Miguelina, que foi operada para retirada de um tumor. Ele foi liberado dos treinos pelo diretor de futebol Zinho, mas era esperado pela diretoria no Piauí. O jogador, no entanto, desembarcou no Rio de Janeiro, acompanhado pelo irmão e empresário Assis, no fim da noite dessa quarta-feira. Zinho disse, ainda no embarque da delegação, que não havia conseguido entrar em contato com o craque.

A ausência não justificada do camisa 10 repercutiu muito mal no Flamengo. A cúpula de futebol entende que deu todo apoio e foi compreensiva por conta da operação de Miguelina, mãe do jogador, ficando incomodada com o fato de Ronaldinho chegar ao Rio justamente quando a delegação estava a caminho de Teresina, sem comunicar seu paradeiro.

0 comentários:

Postar um comentário