Marcadores:

Após acidente, BHTrans diz que vai reforçar fiscalização em avenida

A Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte (BHTrans) informou nesta quinta-feira (7) que vai reforçar a fiscalização na Avenida Nossa Senhora do Carmo. Na noite desta quarta-feira (6), um grave acidente provocado por uma carreta causou a morte de três pessoas. Desde o início de 2010, carretas e cavalos mecânicos são proibidos de circular na avenida em qualquer horário. Já os veículos com capacidade de carga acima de cinco toneladas e com comprimento acima de 6,5 metros estão proibidos de passar pelo local, de segunda a sexta-feira, das 7h às 20h, e, aos sábados, das 7h às 15h.

Apesar da portaria, moradores da região denunciam que é constante o descumprimento da determinação. Segundo a BHTrans, atualmente, a fiscalização no trecho sob jurisdição da empresa, que começa no trevo do bairro Belvedere, é feito somente das 7h às 20h, devido à falta de funcionários. De acordo com diretor da empresa, Edson Amorim de Paula, após este acidente, a atuação na avenida será ampliada.

“Em um ponto deste, a gente gasta pelo menos sete agentes. A gente trabalha integrado com a Polícia Militar, com a Guarda Municipal, com o Batalhão de Trânsito, com a Polícia Rodoviária Estadual e Federal. O que a gente vai ter que fazer é juntar todo o esforço dessa equipe para imediatamente a gente começar a aumentar esse horário de fiscalização”, afirma o diretor.

De acordo com o comandante do Batalhão de Trânsito de Belo Horizonte, tenente-coronel Roberto Lemos, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) também deve reforçar a fiscalização. “Vamos acionar também o Dnit, que é responsável pelo trecho da BR-356, que vem da BR-040 até o trevo do Belvedere, onde passa a ser a competência municipal”, diz.

Sinalização
O motorista que dirigia a carreta seguia do Vale do Aço, em Minas Gerais, para São Caetano do Sul, em São Paulo, e alegou que se perdeu. Porém, de acordo com o tenente-coronel Roberto Lemos, ele não obedeceu a sinalização que o proibia de circular na Avenida Nossa Senhora do Carmo.

“A gente lamenta mais uma tragédia aqui na nossa capital. Esse condutor saiu de Ipatinga, ele desconsiderou, ele não observou toda a sinalização existente ao longo do Anel Rodoviário. Ele tinha que entrar pela 381. Ao longo do trevo da BR-040, ele desceu a Avenida Nossa Senhora do Carmo, sem ler nenhuma placa. Eu acredito que até a inexperiência contribuiu para a ocorrência desse acidente” diz o tenente-coronel.

O presidente do Sindicato União dos Caminhoneiros, José Natan Neto, considera que a sinalização é insuficiente. “A sinalização é confusa e falha”, reclama.

Além desrespeitar a sinalização, o motorista da carreta cometeu outra infração. Segundo o delegado de PolícIa Civil Ramon Sandoli, o condutor sabia que estava com a carga acima do permitido e já havia sido multado nesta quarta-feira na Região do Vale do Aço. De acordo com Dnit, o motorista seguiu viagem porque, para o tipo de carreta que ele dirigia, poderia haver até 850 quilos excedentes. Neste caso, o sobrepeso era de 20 quilos. O condutor foi levado para o Centro de Remanejamento do Sistema Prisional São Cristóvão (Ceresp São Cristóvão), na capital mineira.

0 comentários:

Postar um comentário