Bactéria "E. coli" contamina 14 nos EUA

Por David Beasley

ATLANTA, 8 Jun (Reuters) - Uma pessoa morreu e outras adoeceram em seis Estados dos EUA nos últimos dois meses em decorrência de um misterioso surto da bactéria "E. coli", disseram autoridades federais de saúde na sexta-feira.

O Centro de Prevenção e Controle de Doenças (CDC) ainda não identificou a fonte da contaminação, que vem ocorrendo desde 15 de abril no Alabama, Flórida, Geórgia, Tennessee, Louisiana e Califórnia.

Uma criança da Louisiana morreu em decorrência da doença, segundo as autoridades.

"A investigação está examinando tanto fontes alimentares quanto não alimentares", disse o CDC em nota na sexta-feira.

O último relato de contaminação pela cepa "Escherichia coli 0145", que produz a toxina Shiga, ocorreu na segunda-feira passada, segundo a agência.

Na Louisiana, onde novos casos não são relatados desde maio, as autoridades sanitárias inicialmente acharam que a infecção estava relacionada a um zoológico de animais de estimação. Mas essa teoria foi abandonada porque só a criança que morreu havia estado no zoo, e não os adultos que adoeceram, segundo o epidemiologista Raoult Ratard, funcionário do governo estadual da Louisiana.

Cinco casos foram relatados na Geórgia, o Estado com mais casos. Os investigadores "não detectaram nenhum item alimentar ou exposição ambiental que seja estatisticamente associada à doença nesse período", segundo nota divulgada na sexta-feira pelo Departamento de Saúde Pública do Estado.

A difusão da "E. coli" pode ser evitada se as pessoas lavarem as mãos cuidadosamente após trocarem fraudas ou irem ao banheiro, e após terem contato com animais, segundo o CDC.

A carne deve ser bem cozida, e é aconselhável evitar sucos e laticínios não-pasteurizados. O CDC também alerta contra engolir água ao nadar.

(Reportagem adicional de Lisa Baertlein)

0 comentários:

Postar um comentário