Marcadores:

Cesta básica sofre segunda alta no ano em Divinópolis, MG

O valor da cesta básica em Divinópolis, no Centro-Oeste, atingiu em maio o segundo maior valor desde 2006. Chegou ao preço de R$ 208, valor superado apenas em janeiro, quando atingiu o preço de R$ 211. E o feijão continua sendo o vilão, com alta de 102% em 12 meses, segundo levantamento do Núcleo de Pesquisas da Faculdade de Ciências Econômicas Administrativas e Contábeis de Divinópolis (Faced).

A dona de casa Lizanir Fátima Ricardo de Oliveira está tendo que se virar para manter o mesmo ritmo na cozinha e na hora de abastecer a dispensa alguns produtos estão ficando de fora. "Muitas coisas estão caras, ainda mais produtos de época ficam bem mais caro. Estou sempre trocando um legume pelo outro por conta do preço e da época", contou Oliveira.

De acordo com as estatísticas do Núcleo de Pesquisas da Faculdade de Ciências Econômicas Administrativas e Contábeis de Divinópolis (Faced), em maio, a cesta básica atingiu o segundo maior aumento desde 2006. E um dos responsáveis por isso foi o feijão.

Segundo a pesquisa, dos 13 produtos que compõem a cesta básica, um item fundamental, o feijão registrou aumento pelo sétimo mês consecutivo. Em janeiro deste ano, por exemplo, o quilo do produto estava custando R$ 3,11 e, em maio, ele foi encontrado por quase R$ 6, um aumento de 102%.

O aposentado Iraci Rodrigues se assustou com o preço do óleo. O produto aumentou mais de 5% em um mês. "Parece que a cada dia vai só subindo", comentou.

Outro vilão da lista foi o tomate que está 25% mais caro e uma explicação para o aumento foi o clima. "Tomate é um produto muito sensível às variações climáticas, mas a tendência é que o preço caia nos próximos meses", afirmou o economista Leandro Maia.

Ainda de acordo com o levantamento, o único produto que ficou mais barato no último mês foi o leite tipo C, que teve um queda de 13% no preço.

0 comentários:

Postar um comentário