Marcadores:

Claudia Jimenez enfrentará segunda cirurgia cardíaca em julho

Há algumas semanas, Claudia Jimenez foi surpreendida com uma intervenção médica inesperada. A atriz precisou colocar quatro stents - pequenos tubos perfurados que são inseridos no interior das artérias para facilitar a circulação sanguínea - em sua safena, que estava entupida.

Claudia tinha dado entrada em um hospital da Zona Sul do Rio apenas para fazer um cateterismo (método que identifica quais veias que ligam o coração estão entupidas) por conta dos preparativos para uma cirurgia que fará em julho. A informação foi antecipada pela colunista Patrícia Kogut, do Jornal O Globo.

O exame serviria para checar como estava a saúde da atriz, que fará uma cirurgia para trocar a válvula aórtica - que é responsável pela circulação do sangue no corpo. “Se não colocasse os stents, corria o risco de não poder fazer a cirurgia de troca da válvula aórtica, que acontecerá em julho. Ela só está funcionando com cinco por cento de sua capacidade total”, contou Claudia.

Foi há cerca de oito meses, quando estava em cartaz em São Paulo com a peça “Mais respeito que sou tua mãe”, que Claudia começou a notar que havia algo errado com sua saúde. O simples subir de escadas no avião a deixava exausta. Tomar banho também era um esforço que a obrigava a ficar deitada e, assim, cancelar os compromissos com os amigos. “Foi quando descobrimos que a veia aórtica não estava funcionando em sua plena capacidade. Como estava em ‘Aquele beijo’, pedi ao meu médico para adiar a cirurgia. Estamos desde então controlando as minhas taxas e eu me preparando para a operação, que vai acontecer em julho, quando colocarei uma válvula biológica no lugar da aórtica.”

A origem do problema

Segundo Claudia, o entupimento da veia aorta foi causado pela radioterapia a qual ela se submeteu há 25 anos, quando se tratou de um câncer no mediastino (uma das três cavidades da cavidade do tórax, entre os pulmões). Na época, a radiação era muito agressiva e queimava os órgãos em torno do tumor, como explica a atriz. “A radioterapia criou uma fibrose na veia aorta, que se estreitou, dificultando assim a circulação do sangue. Na época, a radiação queimou até a minha laringe. Eu mal conseguia engolir água", relembra.

Força em Santa Therezinha

Esta será a segunda cirurgia cardíaca a qual Claudia irá se submeter. A primeira foi em 1999, quando ela sofreu um infarto aos 44 anos. Para se preparar para a próxima operação, a atriz conta com a fé em Santa Therezinha e sessões de terapia diárias com seu psicanalista. “Trata-se de um procedimento muito difícil pelo qual já passei e que sei bem como é. Terei o osso do peito cerrado ao meio, ficarei internada no CTI... Estou muito mexida com isso tudo. Mas já disse para a Carol (Dieckmann), quando ficar boa, vou comemorar com ela lá no Baile da Favorita (evento que acontece na quadra da escola de samba Acadêmicos da Rocinha, na Zona Sul do Rio). Porque eu gosto de viver!”

0 comentários:

Postar um comentário