Marcadores:

Diretor do Milan nega retorno de Kaká: "não poderíamos pagar"

O diretor de futebol do Milan, Adriano Gallani, não cogita a possibilidade de contar novamente com o meia Kaká no elenco da equipe italiana. O jogador, que se recuperou de uma contusão no início do ano, parece não estar nos planos do técnico José Mourinho para o futuro do Real Madrid e um retorno ao antigo clube havia sido sondado.

"Kaká não irá retornar a Milão. Ele tem três anos de contrato com o Real Madrid ainda e mesmo se o clube quisesse, nós não poderíamos pagar. Ele tem um salário que não podemos assumir, na Espanha existe uma tributação diferente, no futebol italiano é impossível", declarou o mandatário do clube de Milão ao jornal Marca, da Espanha.

O jogador, que passa férias no Brasil, já declarou que tem vontade de cumprir os próximos três anos de contrato com a equipe Merengue. Além de querer reencontrar o bom futebol vestindo a camisa da equipe branca e provar que a sua contratação, ocorrida há três anos, não foi um erro, o brasileiro também tem outro motivo para permanecer em Madrid: os seus filhos, Luca e Isabella, e a esposa já estão habituados à cidade.

Galliani também descartou outro rumor que circula na imprensa italiana ao explicar que o Real Madrid não fez nenhuma oferta pelo ganês Kevin Prince Boateng.

"O assédio do Real Madrid a Boateng existiu apenas nos jornais. Houve alguns contatos, mas nada importante", afirmou Galliani.

O vice-presidente do Milan também se disse "tranquilo" agora que o presidente e proprietário do clube, Silvio Berlusconi, declarou que o brasileiro Thiago Silva não será vendido ao Paris St Germain, que ofereceu US$ 58 milhões pelo zagueiro.

Com informações da Agência EFE

0 comentários:

Postar um comentário