Marcadores:

Ex-BBB Daniel quer processar a Globo: "Não tenho por que ter medo"

Expulso do "Big Brother Brasil 12" em janeiro por suspeito de estupro, o ex-BBB Daniel Echaniz quer sua rescisão de contrato com a Rede Globo.

A ideia dele é entrar com um processo na Justiça contra a emissora, pedindo uma indenização por danos morais e materiais.

Em entrevista ao UOL, Daniel disse que a Globo acabou com sua carreira de 12 anos como modelo.

Ele tem contrato com o canal até julho e ainda não conseguiu se desligar de lá, pois a Justiça indeferiu o primeiro pedido. Quando estiver livre de qualquer vínculo, o ex-BBB deverá processar a Globo.

E garante não ter medo: “A TV Globo foi tão cruel que não pensou na consequência do que fez comigo. Não tenho por que me calar e ter medo”, disse Daniel ao UOL.

"Enquanto eu puder lutar e fazer Justiça para que num país como o nosso não sejamos reféns de uma emissora, eu vou lutar. Todo mundo tem medo da TV Globo. Qual é o segredo de tanto poder? Já se perguntaram, já pararam para pensar nisso? Da mesma forma que ela fez isso comigo, pode fazer com outras pessoas. Até quando vamos dar poder a uma emissora para falar o que pode ser feito? O brasileiro tem o direito de pensar livremente", completou.

Entenda o caso

No "BBB 12", Monique bebeu demais na primeira festa e apagou na cama. De repente, Daniel deitou ao seu lado e eles ficaram. Um vídeo que circulou na internet mostra o modelo fazendo movimentos com a sister, dando a entender que seria sexo. Como ela estava aparentemente dormindo, cogitou-se a possibilidade de que tenha acontecido um estupro.

Preocupada com a polêmica, a produção do reality show chamou a sister no confessionário e questionou se ela tinha feito sexo com Daniel. Ela negou, porém depois, em conversa com os colegas, admitiu que não se lembra de tudo que aconteceu após a festa, pois estava bêbada.

O diretor Boninho também descartou que tenha havido estupro, e julgou o caso com "sexo consensual".

Em conversa com Monique, o modelo também negou que eles tenham transado. Ele disse que apenas se beijaram e deram alguns amassos. Diante da polêmica, a polícia colheu depoimentos dos envolvidos.

Mesmo assim, a Globo optou por expulsar Daniel, "devido a um grave comportamento inadequado".

Monique foi eliminada do "BBB 12" na reta final e reiterou em bate-papo que as carícias trocadas com o modelo foram consensuais.

A polícia encerrou o inquérito no final de março. Segundo comunicado enviado pela Globo, o Tribunal entendeu que, de acordo com o depoimento de Monique, não houve crime e arquivou o inquérito. Com isso, foi suspensa também a proibição de o modelo sair do país.

0 comentários:

Postar um comentário