Marcadores:

Panasonic planeja nova fábrica de eletrodomésticos na Europa

A Panasonic planeja uma nova fábrica na Europa para o ano que vem, com capacidade para produzir até 1 milhão de lavadoras e refrigeradores cada, por ano, para atender à crescente demanda na região, especialmente na Rússia. O anúncio foi feito nesta quinta-feira por Kazunori Takami, chefe da divisão de eletrodomésticos da empresa.

A companhia ainda não decidiu onde suas novas instalações europeias ficarão e pode até considerar a aquisição de uma fábrica existente de outras corporações, disse Takami em entrevista na principal fábrica de eletrodomésticos da companhia, em Kusatsu, oeste do Japão. Ele se recusou a dizer quanto a empresa planeja gastar com a nova fábrica.

A empresa, no momento, embarca da China as lavadoras e refrigeradores que vende na Europa, ou depende de fabricantes terceirizados.

Apesar do prejuízo líquido recorde de 772 bilhões de ienes (cerca de US$ 9,7 bilhões) que a Panasonic registrou no ano de negócios encerrado em 31 de março, o faturamento de sua divisão de eletrodomésticos, que também fabrica aspiradores de pó, condicionadores de ar, secadores e outros produtos, está em alta. O lucro operacional da divisão subiu de 2,1 bilhões para 61,3 bilhões de ienes no ano fiscal passado.

A fabricante japonesa de bens eletrônicos de consumo espera que a alta nas vendas desses aparelhos a ajude a sair do vermelho e compense a queda na comercialização de seus televisores, causada pela demanda fraca e forte concorrência de rivais estrangeiros como a Samsung Electronics.

"Gostaríamos de liderar no segmento de eletrodomésticos", disse Takami. A Panasonic concorre com rivais como Whirlpool, Electrolux e LG Electronics.

0 comentários:

Postar um comentário