Marcadores:

Acerto com Obina gera resistência, mas diretoria espera ‘vida nova’

O Palmeiras acerta os últimos detalhes para fechar a contratação do atacante Obina, que estava escondido no Shandong Luneng, da China, e deve assinar um vínculo de seis meses com o clube paulista. A proximidade do acordo já causou barulho dentro do clube. O presidente Arnaldo Tirone sofreu resistência ao abrir negociações com o jogador, que deixou o Verdão em 2009 de forma conturbada. Mesmo assim, bancou o nome de Obina e, ao lado do gerente de futebol César Sampaio, avançou nas conversas com o clube chinês.

Dirigentes ligados a Tirone lembraram a confusão que o atacante protagonizou com o zagueiro Maurício Nascimento em um duelo com o Grêmio, pelo Campeonato Brasileiro. Os dois se agrediram na saída do gramado e foram dispensados do clube logo depois da partida.

- Naquela época os dirigentes eram outros, eu não estava. Muita gente reclama do Obina, muita gente elogia o Obina. Se eu ouvir todos eles, não trabalho mais. O que aconteceu lá, ficou lá (em 2009). Agora é vida nova, se ele chegar, vai ser para compor o elenco e atender a uma necessidade do Felipão. Nosso papel é buscar os pedidos do técnico - disse Tirone.

O futebol do Palmeiras era comandado pelo presidente Luiz Gonzaga Belluzzo e pelo vice Gilberto Cipullo, que, na época, cogitaram a possibilidade de demitir Obina por justa causa. O atacante voltou para o Flamengo, clube que o havia emprestado, e não deixou saudades no Palestra Itália. O nome voltou à pauta quando o técnico Luiz Felipe Scolari o colocou em uma lista de seis possíveis reforços para o segundo semestre.

Em contraponto à saída tensa de Obina, os atuais dirigentes do Palmeiras citam dois fatos: o bom comportamento demonstrado na época, antes da briga, e os três gols em um clássico contra o Corinthians. Esta, aliás, é a imagem mais positiva da passagem do atacante pelo clube.

- Ele teve uma boa passagem, fez gols e deixou as portas abertas - limitou-se a dizer Arnaldo Tirone.

Obina se interessou pela proposta do Palmeiras e logo acertou salários. Faltava apenas a liberação do Shandong Luneng, o que ocorreu depois de uma reunião neste domingo. O atacante desembarca ainda nesta semana para realizar exames, e o clube deve oficializar o acerto nos próximos dias.

0 comentários:

Postar um comentário