Marcadores:

ALE/AM analisa proposta de reajuste salarial a policiais e bombeiros

Dois projetos de lei que visam alterar a remuneração dos servidores da Polícia Civil (PC), Polícia Militar (PM) e Corpo de Bombeiros do Estado foram encaminhados pelo governador do Amazonas, Omar Aziz, à Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE).

Caso sejam aprovados, as categorias terão reajuste salarial de 5,104%, retroativo a data-base em 21 de abril de 2012. O percentual equivale à inflação do período, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA)

“Valorizar o homem e a mulher que são policiais ou bombeiros, demonstra a preocupação do nosso governo com os que atuam no dia a dia, perto da população. Também já reforçamos o sistema de segurança pública com a renovação das viaturas em todo o Estado, além de dotar os policiais com novos equipamentos e tecnologias modernas que auxiliam o trabalho dos agentes. Os novos Dips estão quase prontos. Todas essas ações,junto com o programa Ronda no Bairro, estão mudando a forma de fazer segurança no Amazonas. Essa é, sem dúvida, uma revolução no setor”, destacou o governador.

Na Polícia Civil, a remuneração de delegado especial, classe que passou a vigorar este ano e detém o maior salário da categoria, sairá de R$ 12.063,74 para R$ 12.679,50, chegando a R$ 14.977,35 em 2015. No caso da menor remuneração, do policial investigador nível IV e policial escrivão nível IV, o salário pago atualmente saltará de R$ 3.205,72 para R$ 3.369,35, sendo que até 2015 será de R$ 4.018,07.

Em relação à Polícia Militar e Corpo de Bombeiros, o menor salário de soldado 3 atualmente é de R$ 1.912,36 e passará, com reajuste de 5,10%, para R$ 2.009,97, caso a proposta seja aprovada pelos deputados estaduais.

Tabela de projeção salarial

Em março deste ano, a Assembleia Legislativa do Amazonas aprovou uma nova tabela devencimentos da Polícia Militar e Bombeiros e também dos Policiais Civis, resultado da negociação direta do governador Omar Aziz e representantes das categorias. A tabela salarial assegura aos PMs e bombeiros um ganho real em cinco anos (2012-2016) e garante aos policiais civis reajustes gradativos até 2015.

0 comentários:

Postar um comentário