Marcadores:

Conca pede formalmente para deixar Guangzhou Evergrande

Especulado em Flamengo, Fluminense e Grêmio, o meia argentino Darío Conca requisitou formalmente a rescisão de seu contrato com o Guangzhou Evergrande, atual campeão chinês, devido a desavenças com treinadores da equipe.

"Conca falou conosco e nos pediu sua transferência. É um duro golpe para nós e tentaremos por todos os meios fazê-lo ficar", assinalou Liu Yongzhou, presidente do clube, que atualmente é líder do Campeonato Chinês.

Conca vive um período muito complicado desde que protestou publicamente contra seu treinador, o sul-coreano Lee Jang-Soo, por sua substituição em uma partida da Liga dos Campeões da Ásia, em maio.

Devido a esses protestos, o clube o afastou por nove partidas, mas o castigo foi suspenso com a chegada do italiano Marcello Lippi em substituição ao técnico sul-coreano.

No entanto, a chegada de Lippi não parece ter melhorado a situação do argentino, que continua sendo substituído nas partidas, o que motivou Conca a fazer duras críticas ao clube, especialmente através da imprensa argentina.

Segundo informações desses veículos, Conca estaria disposto, inclusive, a pagar ao clube o valor de sua cláusula de rescisão, de 3 milhões de euros, para que seja autorizada a transferência.

Conca foi contratado pelo Guangzhou Evergrande junto ao Fluminense, em julho de 2011. O argentino assinou contrato de três anos e meio de duração, com salário anual de US$ 12,5 milhões.

Com Conca em suas fileiras, o Evergrande viveu seu período mais bem-sucedido, vencendo com facilidade o Campeonato Chinês do ano passado, liderando a atual temporada com vantagem de sete pontos e chegando às quartas de final da Liga dos Campeões da Ásia, que serão decididas a partir de setembro.

0 comentários:

Postar um comentário