Marcadores:

Camp. Brasileiro Série A: 17ª rodada


Em jogo dos desfalcados, Coritiba tem mais força e atropela o Cruzeiro

O temor das duas torcidas estava relacionado ao fato de Coritiba e Cruzeiro terem uma extensa lista de desfalques para a partida deste domingo, no estádio Couto Pereira, pela 18ª rodada do Brasileirão. Mas, ao fim dos 90 minutos, o receio era justificável apenas para a Raposa, que apesar dos primeiros minutos de equilíbrio, não suportou a velocidade do time da casa e acabou goleado com sobras pelo rival por 4 a 0, gols de Lucas Mendes, Ayrton, Roberto e Anderson Aquino. O placar só não foi mais elástico porque o time da casa desperdiçou várias chances claras de gol.

Com a vitória maiúscula, o Coxa quebrou a barreira dos 100 gols na temporada, chegando a 103, e se isolou na 16ª posição na tabela, com 19 pontos ganhos em 18 partidas. Com a derrota, o Cruzeiro estacionou nos 27 pontos e permanece na oitava posição.

Na próxima rodada, o Coritiba encara o Figueirense, domingo, às 16h (de Brasília), no Orlando Scarpelli, em Florianópolis. Já o time mineiro terá o clássico contra o Atlético-MG, no mesmo dia, mas às 18h30m, no Independência, em Belo Horizonte.

Reservas decidem, Galo derrota o Botafogo e ainda manda no Brasileiro

Numa tarde em que Ronaldinho e Seedorf brilhavam, quem decidiu a partida neste domingo, no Independência, foram dois reservas do Atlético-MG que entraram em campo no segundo tempo. Neto Berola, que ficou 107 dias sem jogar se recuperando de fratura por estresse na bacia, recebeu passe de calcanhar de Carlos César e marcou aos 43 minutos da etapa final o gol da vitória por 3 a 2 do líder do Campeonato Brasileiro - e antecipadamente campeão simbólico do primeiro turno - sobre o Botafogo.

Os outros gols do time mineiro, que soma 42 pontos, foram marcados por Escudero e Jô, com Andrezinho fazendo os da equipe carioca, que está em sétimo lugar, com 27 pontos. Com três pontos e duas vitórias a mais do que o Fluminense, o Galo iniciará o segundo turno na liderança, mesmo com uma partida a menos do que seus concorrentes.

Ronaldinho e Seedorf tiveram atuação de destaque no reencontro dos dois ex-milanistas. O camisa 49 fez um lançamento que originou o primeiro gol e deu o passe para o segundo. E o holandês acertou um belo passe para Rafael Marques sofrer pênalti, convertido por Andrezinho.

- Temos que ter mais atenção. Perdemos muitos gols e acabamos nos complicando, mas parabéns para a torcida, o ambiente aqui estava ótimo. O Botafogo mostrou que está nesse campeonato. O jogo foi disputado para vencer, mas parabéns para o Atlético - afirmou Seedorf.

Berola, que substituiu Escudero aos 28 minutos do segundo tempo, havia atuado pela última vez em 3 de maio, contra o Goiás, pela Copa do Brasil.

- Eu não sei nem falar a emoção que estou. É muito grande. Estamos de parabéns, e acho que voltei bem - afirmou o camisa 99.

Esta foi a segunda vez que o Atlético-MG levou dois gols num mesmo jogo no Brasileiro (a outra foi na nona rodada, na vitória de 4 a 3 sobre o Figueirense), a primeira em casa, onde seu retrospecto é quase perfeito: agora são oito vitórias e um empate.

Na próxima rodada, os dois times fazem clássicos estaduais no domingo. O Atlético-MG pega o Cruzeiro às 18h30m, no Independência, e o Botafogo enfrenta o Flamengo às 16h, no Engenhão.

Passeio de roupa nova: Grêmio goleia Figueira com show do ataque

Foi o Grêmio que vestiu preto, mas é o Figueirense que tem motivos para estar de luto no Brasileirão. Na estreia do novo uniforme do clube gaúcho, o catarinense foi massacrado na goleada por 4 a 0 e se viu em situação ainda mais preocupante neste Brasileirão 2012. São 11 derrotas, a lanterna e um cenário dramático.


Bem diferente do significado da vitória, em um domingo de sol, com bom público no Olímpico, ao Tricolor. Além da recuperação da derrota para a Portuguesa, se manteve no G-4 pela nona rodada seguida. E começa a semana Gre-Nal com a certeza de continuar na frente do rival – o Inter não poderá ultrapassá-lo independentemente do resultado deste domingo diante da Portuguesa. Os gols tricolores foram marcados por Leandro, duas vezes, Elano e André Lima.

O capitão Gilberto Silva comemorou a goleada logo depois de uma derrota dentro de casa, para a Portuguesa:

- Foi importante essa reação. É o que a gente tem que fazer sempre aqui no Olímpico. Durante os 90 minutos, do início ao fim, não deixar o adversário respirar - disse.

Já o experiente Fernandes lamentou a atuação situação do Figueirense. O meia classificou a atual frase como "vergonhosa".

- É triste ver o Figueirense nessa situação, mas a luta tem que continuar. Não pode ficar do jeito que está. Temos que melhorar se não fica ainda mais vergonhoso. É uma torcida apaixonada e temos que honrar a instituição. Do jeito que está é vergonhoso - resumiu.

As duas equipes, agora, terão semanas diferentes em preparação à última rodada do primeiro turno. O Grêmio enfrenta o Coritiba, nesta quarta-feira, às 19h30m (de Brasília), no jogo de volta da segunda fase da Sul-Americana. No domingo, às 16h, desafiará o Colorado no Beira-Rio. Mesmo dia e horário em que o Figueira tentará a recuperação ao receber o Coritiba.

Com André e erro raro de bandeira, Santos bate Timão em ótimo clássico

Mais de 12 mil pessoas saíram de suas casas num início de tarde ensolarado com destino à Vila Belmiro e uma dúvida na cabeça: veriam um clássico entre os úlitimos ganhadores da Libertadores, do atual tricampeão paulista contra o atual campeão nacional, ou de equipes que lutam para ficar entre os dez primeiros colocados do Campeonato Brasileiro? Sorte de quem arriscou! Santos e Corinthians fizeram um ótimo clássico. Não faltou nenhum ingrediente na vitória santista por 3 a 2.

Gols, viradas, dribles, discussões, sangue... Uma pena que a palavra "justiça" será sempre questionada graças ao grave erro do assistente Emerson Augusto de Carvalho, que ignorou impedimento triplo, de Bruno Rodrigo, Durval e André, no segundo gol do Santos, marcado pelo centroavante.

Em realidades distorcidas graças aos inúmeros desfalques do Santos durante o primeiro turno e o foco do Corinthians no Mundial, já que tem vaga na Libertadores de 2013 garantida e está longe do líder Atlético-MG, as equipes deixaram a sensação de que estão muito aquém do que poderiam na tabela. O time de Tite, como de costume, se destacou pela parte coletiva, foi melhor no primeiro tempo, mas sentiu os desfalques e caiu de rendimento.

Os comandados de Muricy voltaram a fazer diferença no lado individual, principalmente Neymar e Arouca, e, mais adiantados, foram melhores no segundo tempo. Os gols devolveram ao Peixe aquilo que vinha faltando nos últimos tempos: a alegria, a leveza, uma certa irresponsabilidade traduzida em danças de Neymar e André.

Embalado pelas duas vitórias consecutivas após a volta de Neymar, o Santos terá uma semana importante. Na quarta-feira, pega o Universidad do Chile, em Santiago, na primeira partida da decisão da Recopa. No sábado, terá pela frente o Palmeiras, em outro clássico fundamental para quem ainda busca uma vaga na Libertadores do ano que vem. Já o Corinthians descansa até o próximo domingo, quando receberá o São Paulo no Pacaembu, na tentativa de manter a supremacia dos últimos anos sobre o rival.

Com dois golaços e um de Ceni, São Paulo vence e deixa Ponte a perigo

Por 40 dias, o São Paulo ficou órfão de Lucas. Foram dez jogos sem seu melhor jogador. A ausência foi péssima para o Tricolor, que perdeu o rumo no Campeonato Brasileiro. Na noite deste sábado, time e jogador mataram a saudade um do outro e o resultado foi ótimo. Diante de uma Ponte Preta apática, o camisa 7 comandou a vitória por 3 a 0, triunfo que interrompeu uma série de três derrotas e recolocou o time perto da zona de classificação à Libertadores de 2013.

O Tricolor foi a 28 pontos e assume provisoriamente a quinta colocação. Neste domingo, no entanto, poderá ser ultrapassado por Botafogo, que pega o Atlético-MG, em Minas, e Cruzeiro, que enfrenta o Coritiba, no Paraná.

Já a Macaca, que completou sua quarta partida sem vitória, vê a zona de rebaixamento mais perto. O time estacionou nos 20 pontos e tem apenas quatro a mais que o Bahia, primeiro do grupo dos quatro piores. Neste domingo, a equipe campineira ainda poderá perder uma posição para o Santos, que enfrenta o Corinthians, na Vila Belmiro.

No próximo domingo, o São Paulo enfrenta o Corinthians, às 16h, no Pacaembu. A Ponte buscará a reabilitação contra a Portuguesa, sábado, às 21h, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas.

Com golaço de Martinez, Náutico vence o Bahia por 1 a 0 nos Aflitos

O Náutico fez mais uma vítima no "caldeirão dos Aflitos" ao vencer o Bahia por 1 a 0 em casa na noite deste sábado. O Timbu não mostrou o mesmo futebol arrasador do último jogo, quando venceu fácil o São Paulo diante do torcedor alvirrubro, mas teve gás suficiente para garantir outra vitória e passar de 20 para 23 pontos no Brasileirão. A vitória pernambucana ocorreu graças ao volante Martinez, que arriscou de fora da área e surpreendeu o goleiro Marcelo Lomba no fim da partida. Um golaço.

O Bahia bem que tentou aproveitar o fato de o Náutico jogar desfalcado de cinco jogadores para conseguir, pela primeira vez, duas vitórias seguidas, mas foi impedido. Com a derrota, segue com 16 pontos e pode cair para a zona de rebaixamento no complemento da 18ª rodada neste domingo. A equipe atualmente está na 15ª colocação. O público presente foi de 14.358 pessoas.

- Estava com dor e ia sair, mas escutar a torcida gritando o nosso nome não tem preço - disse Martinez, autor do gol alvirrubro.

Na próxima rodada, o Náutico jogará fora de casa, mas não sairá do Recife. Encara o Sport na Ilha do Retiro no domingo, dia 26, às 18h30m (de Brasília). Pela frente, os alvirrubros terão o rival comandado pela primeira vez pelo técnico Waldemar Lemos, que dirigiu o Náutico no Pernambucano. O Bahia volta ao estádio Pituaçu. Também no domingo às 18h30m, recebe o Atlético-GO, vice-lanterna com 12 pontos.

Samuel dá vitória sofrida ao Flu sobre Sport e comemora à la Balotelli

É preciso saber levar vantagem em tudo, certo? O Fluminense soube fazer valer a frase dita por um ídolo de sua história, Gerson, em antiga propaganda de cigarro, e tirar proveito de ter um jogador a mais em campo para vencer o Sport, por 1 a 0, neste sábado, no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda. O gol salvador foi marcado por Samuel, aos 37 minutos do segundo tempo. Na comemoração, o atacante tirou a camisa, jogou-a no chão e exibiu seus músculos para a torcida que compareceu ao estádio e para as câmeras da TV, à la Balotelli, que fez gesto parecido após marcar pela Itália na última Eurocopa. O público presente foi de 7.096 pessoas, com 5.283 pagantes, que proporcionaram uma renda de R$ 68.590.

O resultado deixou o time carioca com 39 pontos, assim como o líder Atlético-MG, porém com dois jogos a mais. E o time pernambucano, que perdeu Tobi aos 34 do segundo tempo, completou sua nona partida sem vencer, sendo que nas últimas seis sem fazer um gol sequer. Permanece na zona de rebaixamento, em 18º lugar, com 14 pontos.

Pouco antes do início do jogo, a torcida do Fluminense homenageou um jogador adversário, gritando da mesma forma como fazia há uma década: "Ah, Magno Alves; ah, Magno Alves". O atacante era o maior artilheiro do clube em Campeonatos Brasileiros (com 43 gols), até ser ultrapassado por Fred no mês passado.

Magno Alves teve atuação discreta. Quem se destacou no Sport foi o goleiro Magrão, autor de três defesas difíceis, uma delas em lance plástico, após cabeçada de Wagner.

- Falta um pouco de confiança aos jogadores. A equipe está lutando, infelizmente não conseguimos segurar o Fluminense, mas nosso grupo está trabalhando para reverter essa situação - disse o goleiro, citado por quase todos os tricolores na saída de campo.

- Quase o goleiro deles acabou com a nossa festa. Era uma noite muito feliz para ele. Tentávamos de todas as maneiras, mas não conseguíamos - afirmou o lateral-direito Wallace.

Na 19ª rodada, a última do turno, o Fluminense enfrentará o Vasco, no próximo sábado, às 18h30m (de Brasília), no Engenhão. No dia seguinte, às 18h30m, o Sport também fará um clássico local, contra o Náutico, na Ilha do Retiro.

0 comentários:

Postar um comentário