Marcadores:

Camp. Espanhol (1ª rodada): Messi faz dois, Villa também marca em retorno, e Barça de Tito atropela

Qual time do planeta tem o privilégio de começar um jogo com Iniesta, Alexis Sánchez, David Villa e Piqué no banco de reservas e ainda assim sair para o intervalo já com uma goleada? Ao menos no primeiro compromisso oficial, o Barcelona de Tito Vilanova não foi lá muito diferente do que acostumou o público com shows e Josep Guardiola no comando. Fora o padrão habitual, a principal semelhança entre ambos segue sendo o argentino Lionel Messi. Com dois gols do craque, o Barça atropelou o Real Sociedad, por 5 a 1, neste domingo, no Camp Nou, pela primeira rodada do Campeonato Espanhol 2012/2013.

Pode parecer estranho, mas o Barcelona voltará a campo já nesta segunda-feira. Será pelo Troféu Joan Gamper, um amistoso que comemorará os 20 anos do título europeu conquistado em 1992, em Wembley. De quebra, o clube apresentará o volante camaronês Alex Song, ex-Arsenal, anunciado no último sábado por € 19 milhões (cerca de R$ 47 milhões).

Também pode parecer estranho, mas o Barcelona começou a sua goleada com a bola aérea. Logo aos três, Xavi cobrou escanteio na cabeça de Puyol, que não perdoou. Os visitantes responderam e chegaram à igualdade aos nove, em um contra-ataque que terminou com Chori Castro finalizando por cima de Victor Valdés.

Foi aí que Lionel Messi entrou em ação. Aos 12, o argentino recebeu de Pedro na grande área e fuzilou a meta de Bravo. Ele mesmo se encarregou de fazer o terceiro, aos 15, aproveitando passe de Tello e vacilo da defesa do Real Sociedad. Pedro, aos 41, completou bonita jogada coletiva de Fàbregas e Tello.

Com a vitória já confirmada, o Barcelona tratou de fazer o tempo correr na etapa final. Mas David Villa entrou com sede de gol. Em seu primeiro jogo oficial desde que fraturou a tíbia durante o Mundial de Clubes, em dezembro, o atacante foi à forra. Aos 39, o substituto de Pedro escorou cruzamento de Iniesta e comemorou com uma camisa que levava a mensagem "impossível sem vocês" e uma foto da família. Era o que faltava para completar a festa.

Em dia de Jonas e Diego Alves, Real fica apenas no empate com Valencia


Veio do lado que menos se esperava o brilho dos brasileiros na estreia do Real Madrid no Campeonato Espanhol 2012/2013. Sem Kaká, que não saiu do banco de reservas, e Marcelo, ainda poupado após as Olimpíadas, coube a Diego Alves e Jonas se tornarem os protagonistas em jogo deste domingo, no Santiago Bernabéu. Com gol do atacante e grandes defesas do goleiro, o Valencia conseguiu segurar o empate por 1 a 1.

Foram os donos da casa, no entanto, que saíram na frente. Aos nove minutos, um insistente Gonzalo Higuaín chutou três vezes para vencer Diego e se igualar ao brasileiro Ronaldo Fenômeno na artilharia do clube, com 104 gols. Jonas, de cabeça, selou a igualdade aos 41 em lance que Casillas e Pepe se chocaram - o defensor seria substituído no intervalo.

A equipe de Cristiano Ronaldo & companhia volta a campo no próximo fim de semana, em partida contra o Getafe, no Coliseum Alfonso Pérez. Já o Valencia receberá o recém-promovido Deportivo La Coruña no Mestalla.

Gols e susto

O gol saiu cedo, o ataque criou suas chances, mas o Real Madrid não teve lá tantos motivos para ir para o intervalo feliz. Em especial pelo que aconteceu no minuto 41. De uma só vez os merengues sofreram o empate e viram o goleiro Casillas e o zagueiro Pepe se chocarem. O gol saiu após o cruzamento de Tino Costa para a grande área. Jonas se antecipou e marcou de cabeça. O brasileiro saiu para comemorar com os companheiros, enquanto o espanhol e o português ficaram caídos no chão.

Diego Alves trabalha ainda mais

Pepe não voltou para o segundo tempo, mas o Real voltou - e voltou melhor. A entrada de Albiol certamente não teve influência na postura mais ofensiva que o time de José Mourinho adotou, só que até o zagueiro participou dos ataques. Foi dele a cabeçada logo aos seis minutos, obrigando Diego Alves a fazer mais uma defesa - o árbitro, porém, assinalou a posição irregular.

Em seguida, aos oito, o argentino Di María desperdiçou boa oportunidade quando optou por chutar em vez de passar a Cristiano Ronaldo, já na grande área. O português pedia sozinho pelo lado esquerdo e reclamou quando a bola saiu. Aos 19, no entanto, ele fez tudo certo e colocou cruzamento na cabeça de Higuaín. O travessão salvou Diego Alves.

Não se pode dizer que o Valencia só se defendia. Pouco antes, aos 10, Soldado foi lançado, driblou Casillas e tocou para o fundo das redes. O auxiliar assinalou impedimento polêmico.

Insatisfeito com o rendimento, Mourinho colocou o time ainda mais à frente com as entradas de Benzema e Callejón. Kaká, mais uma vez, foi preterido e não saiu do banco de reservas. De lá, o brasileiro viu o Real ensaiar uma pequena pressão. Mas o dia era de Diego Alves, que salvou chute de Benzema aos 36 com uma plástica defesa.

1ª Rodada

18/08/2012 Celta de Vigo 0 x 1 Malaga
18/08/2012 Sevilla 2 x 1 Getafe
18/08/2012 Mallorca 2 x 1 Espanyol
19/08/2012 Athletic Bilbao 3 x 5 Betis
19/08/2012 Real Madrid 1 x 1 Valencia
19/08/2012 Barcelona 5 x 1 Real Sociedad
19/08/2012 Levante x Atlético Madrid
20/08/2012 La Coruña x Osasuna
20/08/2012 Rayo Vallecano x Granada
20/08/2012 Zaragoza x Valladolid

0 comentários:

Postar um comentário