Marcadores:

Londres 2012: Coreanos conquistam bronze inédito e são dispensados do serviço militar


A Coreia do Sul perdeu nesta sexta-feira 18 futuros soldados. Não que tenha ocorrido alguma tragédia no país asiático. É que os coreanos venceram o Japão por 2 a 0, no Millenium Stadium, em Cardiff, País de Gales, e conquistaram o bronze inédito. Como prêmio pela medalha, eles serão dispensados do serviço militar.

A lei vale apenas para os bons desempenhos nos Jogos Olímpicos e nos Jogos Asiáticos. Mas existem algumas exceções. Atletas que tiveram um bom rendimento na Copa do Mundo de 2002, sediada pelo país em parceria com o Japão, e ajudaram a equipe nacional a ficar com a quarta colocação também foram premiados pelo governo.

Dentro de campo, foi um jogo movimentado e com direito à pintura que poderia ser assinada por Messi ou Neymar. Os japoneses sonhavam em repetir o feito de 44 anos atrás, quando ficaram com o bronze nas Olimpíadas da Cidade do México, em 1968. A partida até começou equilibrada, com chances para ambos os lados. Aos poucos, no entanto, a Coreia do Sul tomou conta do meio-campo e passou a dominar as ações ofensivas.

E a agressividade do ataque coreano foi premiada com um gol no final do primeiro tempo. E que pintura! Em jogada que poderia ser assinada pelos grandes craques do futebol mundial, Park Chu-Young - jogador do Arsenal - arrancou do meio de campo, se livrando da marcação. Na entrada da área, o camisa 10 deu um corte seco para direita, que entortou três japoneses, e chutou forte para fazer 1 a 0.

Ainda melhor em campo, a Coreia deu o golpe de misericórdia na etapa final. Aos 11, Jacheol Koo aproveitou falha da defesa do Japão e chutou cruzado, de fora da área, para ampliar: 2 a 0.

Com o bronze encaminhado, os coreanos se fecharam na defesa. Na base da vontade, mas sem muita organização, o Japão se lançou ao ataque, mas pouco fez. Explorando os contra-ataques, a Coreia do Sul esteve até mais próxima do terceiro gol.

0 comentários:

Postar um comentário