Marcadores:

"Construtivo", Gilson Kleina ganha elenco do Palmeiras na conversa


Seis dias de contato, quatro deles com treinamento, foram suficientes para que Gilson Kleina chamasse a atenção no Palmeiras pela postura adotada: o treinador fala muito, o que está deixando o elenco satisfeito. Mesmo que sem fazer comparações com o ex-técnico Luiz Felipe Scolari, conhecido pelo estilo mais rígido, jogadores como o zagueiro Henrique elogiaram a forma como o novo comandante está conduzindo o grupo, principalmente neste momento difícil de luta contra o rebaixamento.
A mudança ficou clara já no primeiro trabalho de Kleina com o Palmeiras, ainda em Itu, na última quinta-feira, quando colocou os jogadores em campo e os elogiou a cada vez que eram acionados. Na ocasião, disse que não poderia enfatizar as falhas, porque assim os atletas seriam ainda mais prejudicados. Henrique, que com o resto do elenco teve conversa de pouco mais de 10 minutos antes do treinamento físico desta terça, aprovou.
"Falamos de coisas nossas, coisas do jogo, coisas construtivas", disse. "O Gilson é um cara que dá moral para nós, e isso faz com que o grupo se sinta mais confiante. Isso são coisas do dia-a-dia que ele vem conversando com todo mundo", afirmou, entre elogios: "ele chegou dois dias antes do jogo em Santa Catarina e mudou o time, mudou a postura dos jogadores dentro dessa situação, mas também as palavras mudaram bastante".
O clima no dia-a-dia do clube também está mais leve, apesar de isso se dever também à vitória contra o Figueirense no sábado e o possível princípio de uma reação no Campeonato Brasileiro. "Esse ambiente está bom, e vamos procurar melhorar para que a gente consiga com a ajuda de todos sair dessa situação. Essa parte dele com a emoção está nos ajudando muito", disse Henrique, que está se acostumando a ver o técnico e membros da comissão técnica de bate-papo com outros atletas e até mesmo a imprensa.
Nesta terça-feira, Barcos ganhou as atenções de Gilson Kleina antes do treino, enquanto que o auxiliar técnico e ex-interino Narciso falou bastante com Marcos Assunção. Mas todos, um por um, foram cumprimentados pelo treinador. "Eu não conhecia ele, não tinha trabalhado com ele antes, mas ele trabalha muito bem com o grupo. Isso é bom: ele conversa com todo mundo, pergunta. Isso dá confiança para o jogador, até mesmo tranquilidade", explicou Henrique.
"O Gilson é um cara sincero e que veio para nos ajudar. A gente vai fazer o possível para dar essa força, para que ele dê para nós também, para que a gente se ajude", complementou. É desta forma que o Palmeiras espera emplacar uma reação no Brasileiro, já que o time corre risco de rebaixamento. Restando 12 rodadas para o final, o time é 18° colocado, com 23 pontos, cinco atrás do Coritiba, primeiro fora da zona da degola.

0 comentários:

Postar um comentário