Marcadores:

Em reencontro com Ronaldinho, Fla recebe Atlético-MG no Engenhão


O Flamengo recebe o Atlético-MG nesta quarta-feira, às 22h (de Brasília), no Estádio do Engenhão, em confronto atrasado válido pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro. Embalado pela vitória por 2 a 1 sobre o Atlético-GO, no domingo, o time tenta se distanciar de vez da zona de rebaixamento. Já o rival mineiro, vice-líder, tenta encurtar a distância para o Fluminense, que lidera com quatro pontos a mais.
O duelo não aconteceu em agosto, quando estava programado, por conta de problemas com o gramado do Engenhão. Em baixa no segundo turno, o Atlético-MG vê uma vitória no jogo a menos que tem na competição como fundamental para a retomada.
Apesar de as duas equipes terem grande interesse pelo resultado positivo, a principal atração fica por conta do reencontro de Ronaldinho, hoje ídolo no Atlético-MG, com a torcida do Flamengo.
O jogador deixou o time carioca no meio deste Brasileiro após ser cobrado pela diretoria por atos de indisciplina. Com os salários atrasados, o craque optou por sair da Gávea e encontrou abrigo no time mineiro.
Pivô da polêmica, o craque procura desconversar. "Eles (o Flamengo) estão brigando por um objetivo completamente diferente do nosso. Eles não querem entrar na zona de rebaixamento, e nós buscamos a liderança. Será um clássico, e ainda por eu ter saído de lá da forma que foi, agora com o time brigando para não cair, nosso objetivo será vencer".
No Flamengo, apesar de a torcida já ter esgotado todos os ingressos colocados à venda para o confronto e prometido protesto, o discurso é equilibrado quanto ao reencontro.
"Não gosto de ficar falando sobre esse tipo de situação, pois o jogo será entre Flamengo e Atlético-MG e não contra o Ronaldinho. A motivação dos torcedores tem que ser apoiar o time do Flamengo e não hostilizar um ou outro jogador. Independentemente da torcida acreditar que ele errou, não cabe a nós julgar. Temos que ir a campo e buscar a vitória", disse o técnico do Flamengo, Dorival Júnior.
Do outro lado do confronto, o técnico Cuca deixa de lado a possibilidade do camisa 49 ser vaiado e prefere se ater apenas ao duelo, primeira tentativa de vencer após o empate sem gols diante do Grêmio, concorrente direto pelos primeiros lugares na tabela de classificação.
"Para nós vai ser um jogo complicado pelo fato de o Flamengo ter vencido a última partida, jogar em casa e estar motivado. O apoio da torcida será apenas mais um obstáculo que vamos precisar superar se quisermos somar os três pontos. Nossa preocupação é apenas com o time do Flamengo e com nada mais do que isso. Estamos trabalhando para ganhar", garantiu o comandante do Atlético-MG.
Para este jogo, o Flamengo contará com o retorno do lateral direito Leonardo Moura, que cumpriu suspensão contra o Atlético-GO e vai ocupar o posto de Luiz Antonio, barrado, no meio-campo. Assim, Wellington Silva segue na lateral direita.
O atacante Liedson, que teve boa atuação em Goiás, marcando inclusive o gol da vitória, ganha a vaga do jovem Adryan. Já o meio-campista Ibson, sofrendo com um incômodo na coxa direita, está descartado e deverá ser substituído por Amaral.
O Atlético-MG também entrará em campo modificado. O lateral direito Marcos Rocha volta de suspensão na vaga de Carlos César, enquanto na lateral esquerda Richarlyson permanece no posto de Junior Cesar, que não pode atuar por questões contratuais.
O meia Danilinho deve herdar a vaga de Bernard, suspenso por acúmulo de cartões amarelos. E no ataque, Leonardo e Guilherme, que não agradaram no empate contra o Grêmio, deverão ser barrados por Escudero e Jô, recuperado de estiramento grau um na coxa direita.

0 comentários:

Postar um comentário