Marcadores:

Liga dos Campeões (Grupo H): Sem brilho e com pênalti perdido, United vence o Galatasaray

Não foi uma atuação das mais convincentes, mas o Manchester United cumpriu com seu papel no primeiro passo para apagar a péssima campanha da temporada passada na Liga dos Campeões, em que foi eliminado na fase de grupos. Nesta quarta-feira, em casa, os ingleses venceram o Galatasay por 1 a 0, no primeiro desafio pelo Grupo H da Champions. Nani ainda perdeu um pênalti.

Na outra partida do grupo, o Cluj surpreendeu o Braga fora de casa e venceu por 2 a 0. O brasileiro Rafael Bastos, que já teve passagens por clubes como Bahia e Cruzeiro, foi o autor dos dois gols. Por causa do saldo, o time romeno, eliminado como lanterna nas duas participações anteriores na competição, é o líder da chave.

Após polêmica, United aproveita fragilidade dos volantes do Gala e abre o placar
Logo no primeiro minuto, um lance polêmico. Vidic derrubou Bulut dentro da área, acertando a canela do turco, mas o árbitro não confirmou a penalidade no Old Trafford no começo da partida.
Longe de estar em sua melhor forma, o Manchester contou com a fragilidade dos volantes do Galatasaray para imprimir seu ritmo. Os armadores do United aproveitaram a proteção falha à defesa turca para abrir o placar aos seis minutos. Carrick tabelou com Van Persie, depois com Kagawa, driblou o goleiro, foi derrubado, mas, mesmo caído, conseguiu dar o toque final para o gol. O Gala não se abateu e, aos poucos, foi se recuperando do golpe e investindo nos contra-ataques.
Aos nove minutos, Altintop botou Amrabat para correr na ponta esquerda. O meia avançou até a entrada da área, de onde chutou colocado para acertar o travessão. Sumido na partida, Felipe Melo teve poucas chances de marcar. A principal delas, aos 20 minutos, foi uma cabeçada que quase lhe causou problemas. Uma dividida com Carrick na hora do salto o levou ao chão por causa de dores na cabeça.
Turcos encontram espaços e passam a incomodar
O Manchester United insisitia em cruzamentos para a área, que não encontravam ninguém. Valencia, o principal responsável pelas articulações, errou praticamente todas as suas tentativas. Enquanto isso, o Galatasaray ia ganhando confiança, buscando maneiras de superar o gigante inglês. Aos 38, em jogada ensaiada, Altintop quase acertou a trave ao aparecer livre na entrada da área após cobrança de falta na ponta direita.
Na segunda etapa, o Manchester United teve a chance para liquidar a partida aos seis minutos. O lateral-direito brasileiro Rafael foi derrubado dentro da área. Nani tentou uma paradinha na cobrança, mas viu o uruguaio Muslera defender. A resposta veio cinco minutos depois, com Inan acertando a trave em tentativa de cabeça.
O Galatasaray passou a jogar nas costas dos laterais do United e deu trabalho. Çolak, de 21 anos, virou a referência do ataque na ponta esquerda e quase empatou. Aos 26, o meia-atacante aproveitou rebote de De Gea, tentou o chute, mas o goleiro fez boa defesa. Para não dizer que o Manchester havia relaxado definitivamente, Chicharito Hernandez, que entrou durante o segundo tempo, teve grande oportunidade para fazer o segundo gol. Nos acréscimos, recebeu cruzamento, tentou um voleio, mas calculou errado e chutou a bola por cima do gol.

0 comentários:

Postar um comentário