Marcadores:

Globo não consegue evitar vazamento dos desfechos de "Avenida Brasil"

 
 
Na noite desta sexta-feira (19), foi ao ar o último capítulo de “Avenida Brasil”.
 
Bastante aguardados pelo público, os desfechos da novela mais comentada dos últimos tempos foram praticamente todos divulgados pela imprensa dias antes.
 
Apesar da Globo ter tomado todos os cuidados para evitar que informações valiosas a respeito do final do folhetim fossem reveladas ao público antes da hora, não teve jeito. Boa parte do que a imprensa teve acesso e noticiou ao público se concretizou.
 
Nas últimas semanas, os atores receberam apenas as cenas que participariam e nada mais. Em alguns casos, o material foi tão restrito que apresentou o personagem em determinado cenário sem informações de como ele chegou até lá ou sem mostrar para onde ele vai. E ainda, eles só podiam entrar nos estúdios com uma pulserinha especial.
 
A clássica pergunta “quem matou Max?” foi respondida logo no início do capítulo. Como já noticiado pelo NaTelinha anteriormente, Carminha (Adriana Esteves) confessou o crime em depoimento à polícia: “Quem matou Max fui eu”.
 
O delegado ainda reconstruiu a cena do crime, passo a passo, contando com a ajuda e confissões de todos os envolvidos: Ivana (Letícia Isnard), Muricy (Eliane Giardini), Lúcio (Emiliano D’Ávilla) e Janaína (Cláudia Missura).
 
A vilã ficou por três anos em detenção e, ao final da novela, foi perdoada por Nina (Débora Falabella) e Jorginho (Cauã Reymond), que fizeram uma visita a mais nova moradia de Carminha, o lixão.
 
Também divulgado pela imprensa, Carminha e Nina fizeram as pazes, em um abraço emocionado; Adauto usava chupeta; Cadinho se casou com suas três mulheres; e várias outras cenas.

0 comentários:

Postar um comentário