Marcadores:

Elenco de "Sai de Baixo" fala sobre episódios especiais da sitcom


“O 'Sai de Baixo' continua sendo um playground”, começou Miguel Falabella na coletiva que reuniu atores e imprensa em SP para falar sobre os episódios especiais do humorístico.

Quem estava com saudades do sarcasmo e a eterna franqueza de Caco Antibes já pode comemorar. O dono de bordões como “Cala boca Magda” e “Tenho horror a pobre” está de volta, ao lado da esposa Magda (Marisa Orth), a sogra Cassandra (Aracy Balabanian), o irmão dela Vavá (Luís Gustavo) e a empregada Neide (Márcia Cabrita), em quatro episódios inéditos, para festejar os três anos do canal Viva, da Globosat.
Verdadeira febre na década de 90, o "Sai de Baixo" era exibido nas noites de domingo da Globo, ficando no ar de março de 1996 a março de 2002.

Super autêntico, Miguel Falabella já começou o papo dizendo que só conseguiu seis convites para levar amigos e familiares na gravação desta terça (04), no Teatro Procópio Ferreira, localizado no bairro Jardins, levando os presentes às gargalhadas.

Logo depois, aproveitou para relembrar o que as pessoas diziam sobre suas piadas com os pobres: “Falavam para eu não brincar. Eu dizia de forma afetuosa e com propriedade, era algo que já tinha vivido”. O ator ainda fez questão de ressaltar que hoje dizem que ele está muito pobre em "Pé na Cova", e que o preferem rico.

A história de "Sai de Baixo" recomeça com a empregada Neide Aparecida, que volta rica e compra o antigo apartamento da família, que Vavá perdeu por não pagar o condomínio. Há 11 anos que todos não se encontravam. Sem dinheiro, se submetem a viver de favor no antigo endereço.
Magda (Marisa Orth) retorna mais burra do que antes. “No começo do programa, a burrice nem constava na sinopse. Os traços mais marcantes nela era a burguesia, uma mulher patricinha, fútil e nada culta, ela trocava os ditados populares. Com o decorrer foi se tornando uma ameba tolinha”, destaca sua intérprete, a atriz Marisa Orth, que chegou atrasada por conta das gravações da novela “Sangue Bom”, no Rio de Janeiro.

Luís Gustavo, no ar em "Malhação", está prestes a gravar o final de seu personagem e já se prepara para integrar o elenco da novela “Joia Rara”. O ator se diz emocionado em reviver o síndico Vavá. “Tive um pouco dessa sensação quando voltei a fazer o Mário Fofoca em 'Ti Ti Ti'. Lembro que na época, o público dava voltas no quarteirão para nos ver no 'Sai de Baixo'”.

Quem não se lembra de Cassandra, feita divinamente por Aracy Balabanian, uma sogra que sofria com os insultos e brincadeiras do genro indelicado? Ela continuará aturando as peripécias do marido de sua filha.

“Nós não estamos tentando repetir o sucesso de 'Sai de Baixo'. Queremos apenas divertir. A gente não sabe o que nos espera, vamos ver amanhã”, ressalta Aracy, que a partir do meio-dia desta terça já estará com os colegas no palco do teatro, ensaiando para atuar à noite, com a presença de amigos, jornalistas e celebridades, quando serão gravados dois episódios. Na noite seguinte, gravam os outros dois.

Muitos humoristas se espelharam no formato do seriado. “A inspiração vem da falta de limite que o programa tinha”, explica Márcia Cabrita.

A direção continua nas mãos de Dennis Carvalho, que fez parte da equipe original. Tom Cavalcante e Cláudia Jimenez foram duas ausências percebidas nessa nova edição. Falabella logo fez questão de esclarecer: “É uma pena que o Tom não esteja nesse projeto. Nunca briguei com ele como foi noticiado na época. E a Cláudia não quis participar”, finalizou.

Os quatro episódios inéditos de "Sai de Baixo" irão ao ar às terças-feiras, nos dias 11, 18 e 25 de junho e 02 de julho, a partir das 20h30, no canal Viva.

0 comentários:

Postar um comentário